BaaS

A Flexdoc investiu R$ 5 milhões numa oferta brasileira de Banking as a Service (BaaS). A iniciativa tem arquitetura focada em atender as normas do Banco Central e as especificações de segurança da diretiva europeia do mercado financeiro aberto (PSD2), já disseminada como padrão no mundo.

Atualmente, a plataforma financeira da Flexdoc responde pela abertura e validação de 300 mil contas correntes por dia para vários bancos de varejo (ou 3,5 contas por segundo).

O objetivo do BaaS é ajudar os novos concorrentes do setor financeiro, como FinTechs, meios de pagamento, varejo híbrido, BigTechs e InsurTechs a se ajustar à cooperação com os bancos licenciados (garantida pelo Open Banking), a partir de uma estrutura operacional já testada nos maiores bancos brasileiros.

Ao mesmo tempo, a plataforma BaaS surge para acelerar a adoção do modelo de operação via APIs por parte de grandes e pequenos bancos regulados, que em geral se reúnem em torno da Febraban ou da ABBC (Associação Brasileira dos Bancos Comerciais).

Em sua maioria, estas instituições encaram a necessidade urgente de compatibilizar seus legados de TI, ainda parcialmente suportados em mainframes e bancos de dados relacionais, às novas realidades analíticas, móveis, ópticas, cognitivas, microprocessadas e não avessas ao risco, do ambiente aberto.

Entre em contato conosco para saber mais!