Reconhecimento Facial VS Deepfake

Reconhecimento Facial VS Deepfake

Compartilhe:

O que você vai conferir:

Já foi o tempo em que bastava ver um vídeo, uma gravação, para se ter confiança e veracidade de uma informação. Hoje em dia, isso não é mais uma garantia de informação segura, graças ao atual avanço tecnológico que permite enganar nossos olhos facilmente. Para entender como isso é possível, é necessário entender o conceito de Deepfake.

O que é Deepfake?

Deepfake é uma tecnologia que usa inteligência artificial para manipular vídeos e torná-los muito realistas. O algoritmo mapeia as imagens de rostos e simula movimentos, expressões e falas, entre outros detalhes, de forma que o resultado fica extremamente convincente.

São utilizados imagem, áudios ou vídeos originais que são alterados, com uso de ferramentas de inteligência artificial (IA), que trocam o rosto e a voz das pessoas nas imagens com o intuito geralmente de espalhar informações falsas ou, em alguns casos, para fazer vídeos engraçados, os chamados memes, para entretenimento.

Tudo começou em dezembro de 2017, quando um usuário do Reddit, chamado Deepfake, criou um algoritmo que consegue mapear o rosto de uma pessoa para colocar no corpo de outra em cada detalhe de expressão e movimento.

A título de ilustração, a pessoa poderia obter uma foto e colocar o rosto no corpo do personagem. Pouco a pouco, foram surgindo vários aplicativos que seguiam essa mesma linha. A ideia inicial era criar vídeos divertidos, como tudo pode estar sujeito à maldade do mundo, não faltaram pessoas para ver aí uma oportunidade de utilizar a tecnologia para a criação de Fake News.

Hoje em dia, existem aplicativos muito sofisticados no qual as alterações feitas ficam cada vez mais realistas.

E como a Deepfake funciona?

O interessante é que antigamente fazer montagens exigia muita habilidade e talvez anos de tentativas para gerar um efeito realista no vídeo ou imagem, o que demandava muito tempo e dinheiro, ou seja, não era algo que qualquer pessoa fazia.

Com o avanço das tecnologias, veio a facilidade através de aplicativos que já são programados com as ferramentas necessárias para fazer as montagens de forma simples, intuitiva e altamente acessível. Para que a pessoa inicie as suas montagens, primeiramente ela precisa instalar um aplicativo. Depois disso, precisa reunir alguns materiais para que possa fazer a construção da montagem. E quanto mais material a pessoa conseguir reunir, mais a montagem fica ainda mais realista.

Após inserir os materiais no aplicativo, a inteligência artificial (IA) faz um estudo minucioso de todas as fotos, vídeos, áudios, buscando entender como a pessoa se comporta, desta maneira reconhecendo os padrões de movimento, do corpo, do rosto, da voz, e todas as características e expressões que a pessoa venha a apresentar com o intuito de copiar e reproduzir. Quanto melhor realizar esse aprendizado, a IA conseguirá deixar o trabalho ainda mais bem feito.

Conforme o aprendizado progride, a IA utiliza a técnica GAN na sigla em inglês que quer dizer rede contraditória. Esta técnica é utilizada para reproduzir os movimentos e falas que serão reproduzidos no vídeo fake, por exemplo. O aplicativo faz uma varredura no banco de dados fazendo uma comparação entre imagens originais e as que ele está criando para que possa fazer as devidas alterações. E é por isso que os vídeos ficam tão realistas.

Onde fica o Reconhecimento Facial nessa história?

Nos dias atuais, onde são necessárias ferramentas de segurança com o intuito de evitar fraudes, se fez necessário para melhorar o sistema de Análise de Documentos de possíveis clientes e empresas, gerando uma conexão e comprovação da veracidade de informações.

O Reconhecimento Facial então surgiu com o intuito de proteção. Portanto, a ideia principal era tornar as empresas mais confiáveis, gerando assim uma maior segurança para o usuário. Porém todas as coisas possuem duas faces, um lado positivo e um lado negativo. Por um lado, supre a necessidade de resolver uma situação problema; e de outro, que pode ser dividido em dois lados:

O primeiro, entretenimento, na qual a ferramenta é utilizada para criar vídeos engraçados, os conhecidos memes. E o segundo, os vídeos ou imagens fraudulentos, que contam de forma bastante realista através de imagens, vídeos ou áudios, criando informações e notícias falsas, o que muitas vezes é altamente prejudicial.

Deepfake VS Reconhecimento Facial

Todas as ferramentas que surgem vem com seus prós e contras. É necessário analisar de forma neutra para saber extrair joio do trigo. Afinal de contas, a ferramenta utilizada para a criação das montagens de vídeos é muito interessante, pois no intuito de criar vídeos engraçados e que geram entretenimento, tem uma ideia inicial muito legal.

Assim como também o reconhecimento facial, com o objetivo de gerar segurança, também cumpre com um papel fundamental, em que ambas as partes, empresa, funcionário e clientes, podem estar conectados de forma que todos possam sentir a confiança de realizar a troca de dados.

Porém estas mesmas tecnologias podem ser utilizadas de maneira diferente, ou seja, para criar desinformações, intrigas e confusão, para fraudes. São as chamadas fake news, que são responsáveis por situações que muitas vezes podem se transformar em algo constrangedor para os envolvidos.

O universo do mundo tecnológico é cheio de possibilidades, pois à medida que vão surgindo novas ferramentas, também vão surgindo pessoas com ideias diferentes e criativas para usá-las. É, portanto, importante buscar estar sempre atento às coisas que podem surgir e buscar se atualizar com o intuito de conhecer e aprender sobre tudo que for surgindo de novidade.

Afinal, é muito interessante aprender sobre o uso destas ferramentas para ter um olhar clínico diante de cada informação que chega até você, seja através de vídeos ou áudios, pois sabemos que estes podem ser alterados. E também para que possamos nos atentar sobre a segurança de dados no meio internético e buscar os serviços que a Flexdoc pode fornecer para nos proteger de possíveis inconvenientes.

4.7/5 - (120 avaliações)

POSTS RELACIONADOS